segunda-feira, 26 de julho de 2010

Ilimitadamente


Na vida há muitos encontros e desencontros.Quando eu falo de encontro, não falo simplesmente do conhecer o outro superficialmente.Encontro vai além disso, se trata de afinidade, de sintonia e principalmente de reconhecimento; reconhecer alguém que você de certa forma nunca havia visto mas que é como se você convivesse a anos.Fico impressionada com a tentativa forçada das pessoas de se encontrarem, principalmente o tal de "encontrar seu verdadeiro amor".É clichê, é arcaico, mas é tudo que eu vejo em todos os lugares que eu vou. E quando esse "verdadeiro amor" não aparece, ou quando ele não percebe, as pessoas usam diversas maneiras para fazerem com que ele exista, ou então fazem de tudo para que ele nunca aconteça.E as maneiras são bem criativas.Boates, shows, festas, bares constantes e metaforicamente falando "gozo a qualquer preço", é isso que muitos fazem, aproveitar cada instante independente de com quem seja, independente do lugar que seja, mas aproveitar.Pra esse grupo de indivíduos, é proibido ficar triste, tristeza e melancolia não se atura nem se aceita.Solidão então, nem se fala.É a necessidade constante de suprir algo que talvez seja "insuprível", o prazer é bom e necessário, mas ele nunca se dá como suficiente.Já dizia Sartre : "Se você sente tédio quando está sozinho é porque está em péssima companhia", ás vezes a solidão é a alma do negocio sabe, porque ela faz com que você perceba a importância das outras pessoas na sua vida.Tem outro grupo também, esse eu analiso com menos cuidado porque eu me preocupo um pouco menos, é o grupo dos "vivem namorando".É a necessidade de alguém e da formalidade do "namorando" a qualquer preço, num basta namorar com o outro, tem que namorar para os outros, qual a graça de eu ter encontrado o "meu grande amor" se só nos dois soubermos disso?As promessas de felizes para sempre nesse caso tem que existir e a certeza de que fomos feitos um pro outro também.Agora tem um grupo que é o que mais me preocupa, o grupo dos que decidem não se envolverem.Dos que pensam "antes não gostar e nao sofrer, do que apaixonar e se fuder".Dos que fogem de qualquer pessoa que possa acabar com uma estabilidade, com um equilíbrio, com qualquer coisa que não seja seguro.Esses nem imaginam que essa pseudo segurança além de não trazer experiências, não vai trazer a melhor e pior coisa pro ser humano: sofrimento.Os que já sofreram por alguém que me entende nesse momento, como sabem a importância desse sofrimento, mas oh, aqui eu incluo os que já sofreram e superaram ok, porque os que estão no "sofrendo" só querem que esse sofrimento vai pra puta que pariu , daqui uns dias você me contam.Eu sei lá qual é a forma ideal de "encontrar o outro", mas sei que não vai adiantar você sair todos os dias para tentar suprir uma carência que o outro não pode suprir.Até porque, antes de você encontram qualquer um, você tem que se encontrar primeiro e caso isso não aconteça, desculpa baby, mas as suas milhões de festas vão continuar deixando um vazio sem preenchimento.Sê você quer namorar a todo custo, namore, coloque mil fotos no orkut e anuncie, porem nunca esqueca que o verdadeiro amor não faz questão de ser exibido, que ele é tímido e discreto e que ele é capaz de abrir mão de mil coisas que mil pessoas não abririam.Agora, cuidado mesmo com o não se envolver por nada.Quando você não se envolve, você não se apega, você não cria laços, você não se desenvolve.A solidão é importante mas como qualquer outra coisa no mundo,em exagero é veneno.Também não tome tanto cuidado para nao se machucar, lembre-se sempre que as pessoas que mais te machucaram foram aquelas que souberam ser capazes pra isso e acredite: não é qualquer um que consegue mecher com você, então se mecheu, agradeça....Estabeleça limites e quando for amar, ame ilimitadamente....

Bárbara Cristina

6 comentários:

ZUMBIE DOLL disse...

um belo texto, concordo com as suas palavras, tudo demais faz mal, adorei a frase do sartre essa eu não conhecia, curti demais o post, de fato o lado sentimental da vida é algo que muitos levam tempo para entender e conhecimento vem com o entendimento, não é mesmo?

http://bonecozumbie.blogspot.com

barbara lamounier disse...

aaiii girllll!!!!!!!


tudo e nada a comentar ao mesmo tempo!!!!
uma semana de feira vc chega a essa postagemm1!!!
bom demaisssss!!

Carolzinha disse...

Girl, que lindeza! Vc disse tudo. Qto ao primeiro grupo, eu me lembro dessa frase 'Não busque a felicidade fora, mas sim dentro de você, caso contrário nunca a encontrará.' E a gnt ja conversou mto sobre isso nee, nao mto, mas a gnt se entendeu, mesmo pelo olhar...
Quanto aos outros: a solidao faz parte sim, demais e o arriscar-se mais ainda.
Mas na vdd esses grupos se encontram ne e o bom seria que todos vivessem um pouco de cada pq que a vida está aí e ela é só uma, entao concluo como voce: "Estabeleça limites e quando for amar, ame ilimitadamente...."
Lindo demais seu blog, a cada texto me apaixono mais, é tão bom encontar pessoas assim como voce, obrigada por tudo, minha amiga.

Anônimo disse...

Girlzinhaa da minha vida... Sinceramente, esse pra mim foi o melhor de todos e o mais profundo. Muito do que você disse ai, você sabe, parece que estava dizendo pra mim. Vou levar comigo seus "conselhos".. indiretamente conselhos.
Beijoss! Amo você!
Te admiro muito amiga! Esse sue dom de escrever, é inexplicável!!!

Anaíssa disse...

Girlzinha... sem comentários... Arrasou!!! Esse, dentre todos, pra mim foi o melhor. E acredito que seja porque, em muitas partes desse post, eu vi vovê falando esses coisas pra mim. Me encaixei em muito do que você disse e, com certeza, o que nos toca mais profundamente é sempre aquilo no qual a gente se encontra! Você está de parabéns! Te admiro demais!!!
Beijos! Amo você!

Lizzie. disse...

Conhecer alguém e já criar uma ligação automaticamente é tão raro, porém quando acontece é tão belo.
Eu conheço pessoas de todos os grupos citados, mas realmente os que não querem se apegar a ninguém são os que mais me preocupam, pois a solidão é o caminho deles. Tenho um amigo do gênero, ele aceita ser deixado para trás e quando se aproximam ele faz questão de se afastar, ele sempre acaba solitário e dizendo que jamais precisará das pessoas.
Concordo com você, devemos amar ilimitadamente.

P.s: Me apaixonei pelo seu blog *--*